Fim do Tormento / O Livro de Hilda

Fim do Tormento / O Livro de Hilda

Em 1958, ano em que foi escrito "Fim do Tormento", H.D. (Hilda Doolittle) tinha 72 anos, e Ezra Pound 73. Pound ia finalmente ser libertado pela justiça americana depois de quase quatorze anos de cativeiro. O editor de H.D. pediu-lhe que escrevesse uma evocação do encontro de ambos, e do namoro de três anos, quebrado por Pound em 1908. H.D. escreveu um diário que entretece essas recordações, com mais de cinquenta anos, com referências ao quotidiano da clínica em que se encontrava na altura,assim como notícias que lhe vão chegando da iminente libertação de Ezra Pound. O estilo de H.D. é alusivo, elíptico, digressivo. "Fim do Tormento" é um texto emocionado que faz reviver a juventude de dois dos maiores poetas americanos - Ezra Pound o inspirador literário de muitos poetas do século XX e uma das figuras mais importantes de toda a literatura, e H.D., voz maior da poesia americana, pouco conhecida na Europa e inédita em Portugal. Junto com "Fim do Tormento" publica-se um livro de poemas de juventude de Pound, "O Livro de Hilda", escrito para Hilda Doolittle aos 19 anos, e oferecido a H.D. numa encadernação artesanal feita pelo próprio Pound. . São poemas de um virtuosismo magistral, feitos "ao modo de" Chaucer, Shakespeare, Robert Browning, e muitos outros poetas de língua inglesa que Pound admirava. Acrescentaram-se também ao volume 4 poemas longos de H.D., escritos na mesma época, talvez inspirados em Ezra Pound, e que são uma primeira introdução a esta voz fundamental da poesia americana do século XX. que é Hilda Doolittle. O volume contém ainda uma iconografia (dispersa pelas páginas) referente a Pound e H.D., assim como uma biografia de H.D. e uma nota do tradutor à tradução dos poemas de Ezra Pound. (F.J.)